Weby shortcut 1a5a9004da81162f034eff2fc7a06c396dfddb022021fd13958735cc25a4882f
banner_ENGOPE2

Palestras e MiniCursos

Atualizado em 19/08/15 18:03.

PALESTRAS:

 

Palestra Inaugural: Novas Classes de Distribuições de Probabilidade

Palestrante: Prof. Ph.D. Gauss Moutinho Cordeiro - UFPE

 

Palestra nº 2: Estimação de proporções alélicas e genotípicas individuais de dados CNVs (Copy Number Variation)

Palestrante: Profa. Denise Duarte - UFMG 

Resumo: Copy Number Variation (CNVs) são segmentos de DNA que apresentam variações do número de cópias de uma sequência (gene), em relação ao número usual de duas cópias por indivíduo, podendo variar de um kilobase a três megabases de tamanho. E, inúmeras pesquisas já identificaram a associação de variações no número de cópias de alguns genes com diversas doenças genéticas complexas, tais como o lúpus, artrite reumatoide e diabetes do tipo 1, infecções por HIV e malária. A maioria dos métodos disponíveis para a identificação de CNVs são capazes de descrever apenas o número total de cópias de um gene ou segmento de DNA por indivíduo, deixando subjacente o número de cópias por cromossomo. Gaunt et al. (2010) desenvolveram um programa chamado CoNVEM, baseado no Algoritmo EM (Expectation-Maximization) para determinar a proporção alélica em dados haploides de CNV, supondo que os dados estão em Equilíbrio de Hardy-Weinberg (EHW). No entanto, quando os dados estão em Desequilíbrio de Hardy-Weinberg não há ferramentas estatísticas para estimarmos as proporções alélicas e genotípicas de dados de CNVs. Propomos um método para estimar essas proporções quando existe endogamia na população (desequilíbrio), baseado no Algoritmo EM e na abordagem da função de verossimilhança perfilada. Os cálculos foram implementados em um programa que denominamos por CNVice(Inbreeding Coefficients Estamation for CNV data), utilizando linguagem de programação R, realizado em parceria com o Laboratório de Diversidade Genética Humana, http://ldgh.com.br/, da Universidade Federal de Minas Gerais.

 

 

 Palestra nº 3: Curva de Carga de Energia Elétrica

Palestrante: Prof. Ph.D. Hélio dos Santos Migon – UFRJ

 

 Palestra nº 4: 

Doris Satie Maruyama Fontes

Presidente da CONRE 3

 

  Palestra nº 5:

Palestrante: Prof. Dr. Ronaldo Dias – UNICAMP

 

MINICURSOS:

Minicurso I - Gerando Bancos de Dados Através de Uma Linguagem de Programação

Prof. Dr. Ole Peter Smith - UFG

 

Minicurso II - Inferência via bootstrap

Prof. Ph.D. Francisco Cribari Neto - UFPE

 Resumo: O presente minicurso abordará o uso do método bootstrap para a realização de inferências estatísticas. A ideia básica é utilizar reamostragem e, a partir das pseudo-amostras obtidas, realizar inferências. Serão abordados estimação pontual, estimação intervalar e testes de hipóteses. Consideraremos também o uso do método bootstrap em modelos de regressão e de séries temporais. Alguns resultados de simulação de Monte Carlo serão apresentados, bem como a implementação computacional do esquema de reamostragem. Uma aplicação do método ao processamento estatístico de imagens de radar será apresentada e discutida.

 

Minicurso III - Introdução à Teoria da Resposta ao Item: conceitos e aplicações

Prof. Dr. Caio Lucidius Naberezny Azevedo - UNICAMP

 ResumO: O principal objetivo deste mini-curso é apresentar os principais conceitos, modelos e algumas aplicações da teoria de resposta ao item (TRI). Discutiremos conceitos básicos dos principais modelos unidimensionais para respostas dicôtomicas e politômicas, os principais métodos de estimação para estes modelos e recursos computacionais existentes (em termos de programas comerciais e pacotes existentes na plataforma R). Algumas aplicações na área educacional serão apresentadas. Por fim, tópicos de potencial interesse em pesquisa e alguns outros modelos serão discutidos.

 

 

Listar Todas Voltar